Internacional goleia e é o melhor brasileiro da Libertadores

O Internacional ganhou do Maracaibo por 4 a 0 nesta terça-feira, no Beira-Rio, e garantiu a classificação para as oitavas-de-final da Copa Libertadores da América como primeiro classificado do Grupo 6, com 14 pontos, e também como o melhor brasileiro até o momento, já que Corinthians e Goiás só podem chegar a 13 pontos.Além disso, o Inter pode garantir o posto de segundo melhor líder, o que lhe daria a vantagem de decidir em casa no mata-mata, com exceção em um um confronto com o Vélez, que tem 16 pontos. Para isso, basta que o Libertad, com 11 no Grupo 8, não vença o River Plate nesta quinta-feira.O segundo classificado da chave é o Nacional, do Uruguai, que empatou com o Pumas no México, por 1 a 1, e ficou com nove pontos. Maracaibo, com 8 pontos, e Pumas, com um ponto, foram eliminados.O time gaúcho poderia até perder por um gol de diferença para se classificar, mas queria a vitória para jogar em casa a partida de volta nas oitavas-de-final e, se seguir avançando, também a decisão das quartas-de-final.A disposição de atacar, no entanto, esbarrou num adversário decidido a segurar o empate a qualquer preço, retrancado e atento na marcação. Sem conseguir entrar na área venezuelana, o Internacional passou quase todo o primeiro tempo tentando acertar chutes de longe, sem sucesso. Achou o caminho aos 35 minutos, quando Jorge Wagner lançou para Fernandão, de cabeça, deixar Adriano livre para abrir o placar.Mesmo em desvantagem, o Maracaibo não se lançou ao ataque. No início do segundo tempo os venezuelanos souberam que o Pumas havia marcado um gol no Nacional e trataram de segurar a derrota por um gol, suficiente para classificá-los em segundo lugar.Mas aos 20 minutos foram informados que os uruguaios empataram no México e perderam a concentração. O Internacional, que já era melhor em campo, aproveitou para ampliar o placar. Bolívar marcou o segundo, de cabeça, aos 32 minutos. Michel acertou um chute de fora da área aos 38 minutos e fez o terceiro. E Renteria, concluindo um cruzamento de Iarley, fechou a goleada, aos 40 minutos do segundo tempo.

Agencia Estado,

19 de abril de 2006 | 00h11

Tudo o que sabemos sobre:
libertadores

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.