Neco Varella/Efe
Neco Varella/Efe

Internacional goleia o mexicano Jaguares e lidera grupo na Libertadores

Novamente o argentino Mario Bolatti foi o destaque, com dois gols, da equipe na partida

ELDER OGLIARI, Agência Estado

24 de fevereiro de 2011 | 00h27

O Internacional venceu o Jaguares, do México, por 4 a 0, nesta quarta-feira, no Beira-Rio, e assumiu a liderança do Grupo 6 da Copa Libertadores da América. O clube brasileiro tem quatro pontos, assim como o equatoriano Emelec, mas tem quatro gols de saldo enquanto o concorrente tem um. O Jaguares é terceiro com três pontos e o Jorge Wilstermann, da Bolívia, é lanterna, sem pontos.

Apesar da goleada, a noite colorada demorou para ficar harmônica. Mesmo quanto o time já estava em vantagem, a torcida vaiava o técnico Celso Roth, contestado desde que o Internacional foi eliminado do Mundial de Clubes pelo Mazembe, em dezembro. A pressão foi diminuindo à medida em que o placar aumentava e não era mais notada nos minutos finais.

Em campo, o time passou por algumas dificuldades. Afastado por contusão, o meia D''Alessandro fez falta. Sem a companhia do argentino, os jogadores do meio-campo não conseguiam reter a bola e nem trocar passes curtos, em progressão. Além disso, erravam os lançamentos longos, facilitando a vida da defesa adversária.

Apesar das dificuldades, o Internacional encontrou o caminho da vitória nas bolas paradas. Aos 19 minutos, Zé Roberto cobrou escanteio, a zaga afastou, Sorondo recolocou a bola na área, a defesa rebateu e Bollati aproveitou a sobra para, de virada, abrir o placar. Aos 44 minutos, Zé Roberto cobrou falta lançando a bola para a área, onde Sorondo, Cavenaghi e Bolatti tabelarem de cabeça, com conclusão do volante argentino, que marcou o segundo gol do jogo e o terceiro dele desde que foi contratado pelo Internacional, no início do ano.

O terceiro gol da partida contou uma falha do goleiro Villalpando, que não segurou cobrança de falta de Zé Roberto. Cavenaghi pegou o rebote e desviou a bola, que bateu na trave e voltou para a área, onde Leandro Damião, bem colocado, aproveitou para ampliar. Aos 45 minutos, Oscar acertou um chute forte, de fora da área, no canto, e estabeleceu o placar final.

Mesmo em desvantagem, os mexicanos rondaram a área gaúcha durante todo o jogo, especialmente no segundo tempo, com evoluções de Torres, Rojas e Frias. O trio conseguiu chegar à linha de fundo e cruzar a bola diversas vezes, mas faltavam atacantes para finalizar as jogadas dentro da área colorada.

Internacional - 4 - Lauro; Nei, Índio, Sorondo e Kleber; Wilson Matias, Bolatti, Guiñazu e Zé Roberto (Andrezinho); Cavenaghi (Alecsandro) e Leandro Damião (Oscar). Técnico -: Celso Roth.

Jaguares-MEX - 0 - Villalpando; Cabrera, Fuentes (Flores) e Martinez; Sanchez, Manzo (Zamora), Rodriguez, Hernández, Torres (Salazar) e Rojas; Frias. Técnico -: José Guadalupe Cruz.

Gols- Bolatti aos 19 minutos e aos 44 minutos do 1º tempo; Leandro Damião aos 20 e Oscar aos 45 minutos do 2º tempo.

Cartões amarelos - Sorondo, Bolatti, Kleber, Zé Roberto, Martinez e Rodriguez. Cartão vermelho - Rodriguez.

Árbitro - Roberto Silvera (Fifa-Uruguai). Local - Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre. Renda - R$ 643.780,00. Público - 26.337 espectadores.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.