Ricardo Duarte/SC Internacional
Ricardo Duarte/SC Internacional

Internacional pega Guarani de olho em Belo Horizonte para ser campeão da Série B

Vice-líder da competição, Colorado torce por derrota do América-MG diante do CRB para ultrapassar rival

Estadão Conteúdo

25 Novembro 2017 | 08h06

Na primeira vez em sua história que está disputando a Série B do Campeonato Brasileiro, o Internacional, com o acesso já garantido, espera se despedir com o título. Mas para isso acontecer, o time não depende apenas de suas próprias forças nesta 38.ª e última rodada, que acontece neste sábado. Além de vencer o Guarani, às 17h30, no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre, os gaúchos precisam torcer por um tropeço do América-MG.

+ América-MG e Inter brigam por título na última rodada da Série B

Invicto há cinco jogos, mas com apenas uma vitória nesta sequência, o vice-líder Internacional tem 68 pontos contra 70 do líder América-MG. Para ficar com o título, o time gaúcho precisa vencer o seu jogo e torcer para os mineiros no máximo empatarem com o CRB, também às 17h30, no estádio Independência, em Belo Horizonte. Neste caso, empatariam em pontos (71), mas o time gaúcho levaria vantagem no número de vitórias (20 a 19).

Adversário do Internacional, o Guarani entra em campo apenas cumprindo tabela após ter se livrado do rebaixamento com o empate sem gols na semana passada diante do Luverdense, em Campinas (SP). O time paulista é o 16.º colocado, com 44 pontos.

Apesar das notícias sobre a próxima temporada tomarem conta dos bastidores do Internacional nos últimos dias - contratação quase certa com o atacante Roger, do Botafogo, possível renovação do meia argentino D'Alessandro e conversas com o técnico Abel Braga, do Fluminense -, jogadores e comissão técnica estão focados em conquistar o título da Série B.

Nesta sexta-feira, o técnico interino Odair Hellmann fechou o treinamento para a imprensa mais para aprimorar algumas jogadas ensaiadas, pois o time deve ser o mesmo que vinha trabalhando nos últimos dias. Recuperado de dores na panturrilha esquerda, o zagueiro Victor Cuesta está confirmado. Na frente, Eduardo Sasha (contundido) e Leandro Damião (suspenso) serão substituídos por Camilo e Nico López, respectivamente.

"Nós sabemos que eles vão usar alguns reservas. Mas vamos manter o nosso ritmo e buscar a vitória. Não podemos nos preocupar com o resultado do América-MG, mesmo porque nosso acesso está garantido", disse o capitão D´Alessandro. Ele espera que o time volte a vencer diante de sua torcida, o que não acontece há três jogos. Perdeu para o Ceará, por 1 a 0, e empatou sem gols com o CRB e por 1 a 1 com o Vila Nova.

Como o Guarani está apenas cumprindo tabela, o técnico Lisca, que negocia a sua renovação, vai mandar a campo um time "misto". Apenas o zagueiro Diego Jussani, o volante Baraka, o polivalente Richarlyson e o atacante Bruno Mendes são considerados titulares. O lateral-direito Lenon, o zagueiro Willian Rocha, os meias Bruno Nazário e Juninho, além do atacante Caíque, foram liberados, enquanto que o goleiro Leandro Santos e o volante Betinho cumprem suspensão. O experiente Fumagalli também não viajou com a delegação.

"Nós vamos tranquilos porque estes meninos que vão entrar vão ter uma grande chance de mostrar sua capacidade. Vamos dar trabalho para eles", prometeu Lisca.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.