Alexandre Lops/Divulgação
Alexandre Lops/Divulgação

Internacional reclama de árbitro e lamenta chances perdidas

Pênalti de Dida em Keirrisson deu a chance de empate ao time do Paraná

Agência Estado

22 de maio de 2014 | 10h17

CURITIBA - Mesmo com um time repleto de desfalques e atuando fora de casa, o Internacional saiu na frente do Coritiba na última quarta-feira, teve algumas oportunidades para matar o jogo, mas acabou sofrendo o empate e ficando no 1 a 1. Os jogadores e o técnico Abel Braga deixaram o campo reclamando muito do pênalti marcado de Dida em Keirrison, que selou o resultado pelo Campeonato Brasileiro.

"Não fiz pênalti, eu não toquei nele. O adversário só caiu", garantiu Dida. "Ficou claro que não foi pênalti, não podia ser marcado. Vi agora o lance e fica claro. É lamentável, esses garotos mereciam sorte maior. Nos tiraram a vitória de forma brutal", comentou Abel.

O atacante Wellington Paulista, autor do gol gaúcho, também reclamou da arbitragem, mas admitiu que o Inter poderia ter vencido mesmo assim. "Tínhamos que ter matado o jogo. Tivemos a oportunidade no primeiro tempo, no segundo também, com algumas chances, e não matamos. E num erro do juiz, é bom que fique bem claro que foi um erro, eles acabaram empatando o jogo."

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoInter

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.