Internacional será ofensivo no Maracanã

Animado com a liderança isolada do Campeonato Brasileiro, o Internacional quer confirmar a boa fase contra o Fluminense, nesta quinta-feira. Apesar de jogar fora de casa, o técnico Muricy Ramalho vai ousar. Seu meio-campo terá apenas dois especialistas, os volantes Claiton e Geninho. Mas, em tese, o setor não deve ficar despovoado. Os alas Gavilán e Edu Silva e os atacantes Daniel Carvalho e Diego terão a missão de preencher espaços que evitem os avanços do adversário e de se revezar na criação e conclusão de jogadas ofensivas. A opção pelo esquema 3-4-3 sem um meia-armador deve-se à ausência de Cleiton Xavier, suspenso, e à falta de ritmo do recém-contratado Humberto. Outros três titulares também estão fora. O zagueiro André Cruz e o volante Sangaletti por lesões e o volante Flávio por suspensão. Apesar de não renunciar a um trio de atacantes, Muricy pediu muito cuidado a seus jogadores. O técnico lembra que o Fluminense vem de um derrota, por 4 a 1, para o Flamengo, e nessa situação joga também pela recuperação da auto-estima, o que o torna mais perigoso. O jogo também é um teste de maturidade para o jovem time do Internacional. A nova estrela do time, Diego, pisa no Maracanã pela primeira vez.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.