Internacional também faz mistério quanto ao time

O técnico Abel Braga manteve o script anunciado na semana passada e vai esconder a escalação e o esquema do Internacional até o início do jogo contra o São Paulo, nesta quarta-feira, quando poderá conquistar o inédito título de campeão da Copa Libertadores com um empate, já que ganhou a primeira partida por 2 a 1, no Morumbi. A substituição do volante Fabinho, suspenso, se transformou num mistério que pode envolver até a mudança do esquema do time. Se a opção do treinador for por Wellington Monteiro, fica o 4-4-2. Se for pelo zagueiro Índio, o time joga no 3-5-2. Tentando justificar o suspense, Abel alegou ao final do treino desta terça-feira que está com problemas para definir o time. Informou que tanto Wellington Monteiro quanto Índio estão se recuperando de contusões. "Se Fabinho pudesse jogar eu esconderia a escalação, mas vocês acertariam mesmo assim", disse aos repórteres que lotaram a sala de imprensa do Beira-Rio para ouvi-lo.Entre tantas indefinições, Abel admite que o público não terá surpresas na hora em que os times entrarem em campo. "Será o 4-4-2 ou o 3-5-2 tanto aqui como lá (o São Paulo)". O técnico colorado também afirma que seu time não vai mudar seu estilo de jogo, de muita pressão para retomar a bola e de agressividade no ataque. "Sabemos que é importante não sofrer gol e sabemos que pode sofrer gol quem joga ofensivamente e também quem joga defensivamente".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.