Internacional vai fechar portões do Beira-Rio às 21 horas

Após os incidentes do último Gre-nal, em 30 de julho, quando torcedores do Grêmio causaram um tumulto generalizado no Beira-Rio, a diretoria do Internacional resolveu implantar duas medidas para evitar possíveis problemas de segurança: obrigar os torcedores a chegarem cedo ao estádio e fazer com que eles realizem o teste do bafômetro. Os portões do Beira-Rio serão fechados às 21 horas, uma hora antes do início do jogo. Mesmo com ingresso na mão, o torcedor não entrará no estádio depois disso. A intenção é evitar aglomerações. ?O torcedor, geralmente, fica nas cercanias do estádio e deixa para entrar na última hora. Isso acaba gerando problemas. Não queremos ver ninguém atropelando as roletas e nem se machucando?, explicou o diretor executivo do Inter, Newton Drummond. Chegando cedo, a fila do bafômetro também pode ser melhor organizada. No entender dos dirigentes do Inter, os torcedores que causaram o tumulto do último Gre-nal estavam alcoolizados. Proibindo a entrada dos beberrões, a chance de haver violência seria menor, segundo Drummond. Pelas ruas de Porto Alegre, ao contrário do que afirmaram alguns jogadores do São Paulo, não há nada parecido com o clima de ?já ganhou?. Não é fácil esbarrar com um torcedor usando a camisa colorada e não há bandeiras espalhadas por janelas e fachadas de casas e prédios. Se o torcedor gaúcho estiver confiante, guarda a confiança para si.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.