Internacional vai para cima do Paraná pela Copa do Brasil

Equipe do técnico Abel Braga precisa vencer por 3 a 0 para se classificar às quartas-de-final da competição

Elder Ogliari, Especial para O Estado de S. Paulo

22 de abril de 2008 | 16h33

O técnico Abel Braga promete que o Internacional vai sufocar o Paraná do primeiro ao último minuto do jogo, nesta quarta-feira, no Beira-Rio, para conseguir o resultado necessário à classificação para as quartas-de-final da Copa do Brasil. Como perdeu a primeira partida por 2 a 0, em Curitiba, o colorado precisa de vitória pelo mesmo placar, para levar a decisão para os pênaltis, ou por três gols de diferença, para ficar com a vaga ao final dos 90 minutos. A desvantagem fez Abel Braga adotar o discurso da mobilização total. "O time vai suar sangue para conseguir o resultado", anuncia, há dias, o treinador. "Teremos de jogar no campo deles, apertando a saída de bola". O plano é não dar espaços, forçar o adversário ao erro e mantê-lo acuado.A estratégia colorada, no entanto, está prejudicada pela ausência do volante Guiñazu, um jogador que se destaca justamente pela capacidade de marcação, de articulação e de pressão sobre os adversários. O argentino submeteu-se a uma cirurgia para retirada de parte de um menisco na segunda-feira e fica fora do time por pelo menos dez dias. O primeiro candidato à vaga é o jovem Ji-Paraná. Mas Abel pode optar por Iarley, que entraria no ataque. Nesse caso Fernandão seria recuado para fazer a função de meia e o time teria apenas dois volantes, Jonas e Magrão. Para piorar a angústia colorada, o meia Alex, artilheiro e melhor jogador do time na temporada, sente dores no tornozelo. Se não se recuperar a tempo, será substituído por Andrezinho.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.