Arnd Wiegmann/ Reuters
Arnd Wiegmann/ Reuters

International Board aprova e futebol terá cinco substituições por partida

Alteração vai vigorar imediatamente e será aplicada nas competições que estejam previstas para ser concluídas até 31 de dezembro de 2020: as retomadas e as iniciadas nesse período

Redação, O Estado de S.Paulo

08 de maio de 2020 | 10h53

A International Board (IFAB, na sigla em inglês), órgão que faz a gestão das regras do esporte, aprovou nesta sexta-feira, de forma temporária, proposta feita pela Fifa para a retomada dos jogos de futebol em meio à pandemia do novo coronavírus. As equipes poderão fazer cinco substituições por partida, em três momentos distintos, tendo em vista a proteção dos jogadores devido à crise causada pela covid-19.

"Como o futebol está considerando a retomada das competições pelo mundo após a pandemia de covid-19 ser controlada em alguns países, o IFAB concordou em fazer uma alteração temporária às Leis do Jogo, com base na proposta feita pela Fifa para proteger o bem estar do jogador", informou o órgão em comunicado oficial divulgado após reunião por videoconferência de seus membros.

Esta alteração pontual e temporária vai entrar imediatamente em vigor e será aplicada nas competições que estejam previstas para ser concluídas até 31 de dezembro de 2020, quer sejam as que serão retomadas ou as iniciadas nesse período. "O IFAB aprovou a proposta da Fifa de introduzir uma alteração temporária à 'Lei 3 - Os jogadores', que vai permitir um máximo de cinco substituições a serem feitas por equipe. No entanto, cada time só poderá fazer as substituições em três momentos do jogo, que também podem ser feitas ao intervalo", detalhou a Fifa em sua nota oficial divulgada após a reunião da International Board.

No mesmo comunicado, a entidade comandada por Gianni Infantino ressalta que a aplicação das cinco substituições fica a critério da organização das competições, federações ou ligas, tal como o recurso ao VAR (árbitro de vídeo). "Em relação às competições com recurso do VAR, estas podem cessar a sua utilização na retomada, ficando ao critério de cada organizador", admitiu a Fifa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.