(Miguel Medina/AFP)
(Miguel Medina/AFP)

Internazionale e Milan empatam sem gols na semifinal da Copa da Itália

O jogo da volta está marcado para 20 de abril. Fiorentina e Juventus se enfrentam do outro lado da chave

Redação, Estadão Conteúdo

01 de março de 2022 | 19h13

Em um duelo de muita marcação, força física dos jogadores, mas poucas oportunidades criadas, Internazionale e Milan empataram, sem gols, nesta terça-feira, no Giuseppe Meazza, em Milão, na partida de ida das semifinais da Copa da Itália.

As duas equipes voltam a se enfrentar em 20 de abril, quando o mando será do Milan. Um novo empate por 0 a 0 levará a disputa para a prorrogação e até por pênaltis. Empates com gols classifica A Inter para a final. Nesta quarta-feira, Fiorentina e Juventus na outra semifinal.

Jogando com o mando da partida, a Internazionale começou pressionando o Milan em seu campo, mas a falta de organização no meio de campo propiciou aos visitantes um escape pelo lado esquerdo com Rafael Leão, que com sua velocidade levou sempre perigo.

Com isso, o Milan teve duas boas oportunidades para abrir o placar. Uma com Saelemaekers, interceptada pelo goleiro Handanovic, que havia errado na saída de bola, e outra com Theo Hernandez, em bela jogada. Tudo isso com dez minutos de jogo.

A partir daí, a Inter perdeu o controle do jogo e pouco crio no ataque. Na melhor chance, Dzeko só não abriu o placar de cabeça por causa do grande esforço de Romagnoli. O zagueiro acabou sentindo uma lesão muscular na perna esquerda e teve de ser substituído.

As equipes voltaram em um ritmo mais acelerado para o segundo tempo, mas pouco foi produzido com perigo. Krunic errou feio na finalização para o Milan, enquanto Lautaro Martinez, sumido até então no ataque da Inter, aproveitou um recuo errado para disputar a bola, com falta, com o goleiro Maignan.

Os times tocaram muito a bola, buscaram as laterais do campo, mas as defesas prevaleceram e os ataques quase nada produziram. Muitos erros nos passes foram registrados e nenhum chute foi disparado de fora da área na tentativa de fugir da forte marcação adversária.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.