Internet é o passatempo na seleção

Como quase não saem do hotel - o único dia de folga desde que deixaram o Brasil foi domingo -, os jogadores passam boa parte do tempo ligados na internet, principalmente para acompanhar o andamento do Campeonato Brasileiro. Por causa da má fase de Flamengo e Fluminense, o zagueiro André Bahia e o meia Carlos Alberto têm ouvido muita gozação dos companheiros.Thiago Motta anda preocupado com o contraste das temperaturas dentro e fora do hotel. Na rua, o calor beira o insuportável. No hotel, o ar condicionado deixa os ambientes gelados. Como vira e mexe tem dor de garganta - quer se livrar do problema extraindo as amígdalas depois da Copa Ouro -, ele teme ter algum problema na reta final da competição.O lateral-esquerdo Adriano e o atacante Nadson estavam sofrendo para fazer ligações para o Brasil. Eles compraram um cartão telefônico nos Estados Unidos para não precisar fazer chamadas a cobrar nem gastar muito no hotel, mas não conseguiam entender as instruções gravadas quando discavam o número indicado. "No Brasil que é bom. A gente põe o cartão e sai falando", disse Nadson.

Agencia Estado,

21 de julho de 2003 | 16h38

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.