Arquivo/AE
Arquivo/AE

Investimento do Fluminense em Fred não tem retorno esperado

Com salário de mais de R$ 300 mil, atacante não emplaca na equipe e ainda foi expulso nos últimos dois jogos

Leonardo Maia, Agência Estado

16 de julho de 2009 | 19h18

Ele chegou com status de supercraque, foi recebido com uma festa digna de Pelé, mas até o momento o investimento que o Fluminense fez para ter Fred não teve o retorno esperado. Contratado durante o Campeonato Carioca, e com a expectativa de que rivalizasse em prestígio com Ronaldo, do Corinthians, e Adriano, do Flamengo, o atacante tem contribuído para a campanha ruim do Tricolor na temporada ao revelar uma faceta que a torcida pouco conhecia, o nervosismo e o descontrole emocional.

 

Veja também:

especialMASCOTES - Baixe o papel de parede do seu time

especialVisite o canal especial do Brasileirão

Brasileirão 2009 - lista Tabela | tabela Classificação

especial Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão

 

Na última quarta-feira, o jogador, que recebe mais de R$ 300 mil mensais da Unimed, patrocinadora do Fluminense, foi expulso pelo segundo jogo consecutivo ao trocar safanões com Magrão, na derrota para o Internacional por 4 a 2, no Beira-Rio. Antes, havia sido expulso por ofender o árbitro Héber Roberto Lopes na derrota para o Corinthians, também por 4 a 2, no Pacaembu.

 

A diretoria tricolor não quis comunicar se o jogador será punido. "Isso é um procedimento interno e não será divulgado", disse Alexandre Faria, coordenador de futebol tricolor, através da assessoria do clube.

 

Com o time na zona de rebaixamento, dono do segundo pior ataque do Brasileiro, com 10 gols marcados, e precisando da vitória contra Goiás, neste sábado, no Maracanã, Fred mais uma vez será um desfalque importante. E a situação pode piorar. O jogador será julgado no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) pelas expulsões contra Corinthians e Internacional (agressão) e pode pegar gancho de até 540 dias. A procuradoria do tribunal ainda vai formular as denúncias e marcar as datas dos julgamentos.

 

Fred já sentou no banco dos réus do STJD duas vezes desde que retornou ao Brasil. Na Copa do Brasil, foi denunciado e absolvido duas vezes. A primeira, por dar um tapa em Gomes, do Goiás, e a outra por um carrinho no zagueiro William, do Corinthians.

 

No início do mês passado, Fred prometera que iria se controlar. "O STJD hoje é bem atuante. Vou me enquadrar."

 

O técnico do Fluminense, Vinícius Eutrópio, minimizou as atitudes do jogador depois do confronto com os gaúchos. "Não é falta de compromisso. É excesso de vontade. Não consegui ver o lance do Fred", desconversou.

 

Grande reforço do Fluminense para a temporada, Fred atuou em 19 partidas e marcou nove gols, quatro no Brasileiro. Em 2005 no Cruzeiro, fez 40 gols em 43 partidas. Até hoje, é o maior artilheiro da Copa do Brasil. Naquele ano, marcou 14 vezes em nove jogos.

Tudo o que sabemos sobre:
FluminenseFredCampeonato Brasileiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.