JF Diorio/Estadão
JF Diorio/Estadão

Corinthians testa invencibilidade diante do Deportivo Lara pela Sul-Americana

Alvinegro nunca perdeu para adversários venezuelanos; ao todo, foram oito partidas: sete vitórias e um empate

Gonçalo Junior, O Estado de S.Paulo

22 de maio de 2019 | 11h00

O Corinthians faz sua segunda participação na Copa Sul-Americana  2019 nesta quinta-feira diante do Deportivo Lara com um retrospecto amplamente favorável: o time nunca perdeu para adversários venezuelanos. Ao todo, foram oito partidas: sete vitórias e um empate. As vítimas foram o próprio Deportivo Lara, além do Deportivo Táchira, Minervén e a Seleção de Caracas.

Nos confrontos mais recentes foram no ano passado. Pela Libertadores, o Corinthians enfrentou duas vezes o adversário desta quinta-feira. Os placares foram 2 a 0 (em casa) e 7 a 2 (na Venezuela) – esta foi a maior goleada do clube do Parque São Jorge sob o comando de Fábio Carille.

Na Libertadores de 2012, o time do Parque São Jorge enfrentou o Deportivo Táchira, também na fase de grupos. Depois de um 1 a 1 sofrido na Venezuela – com direito a gol no último minuto, anotado por Ralf - os comandados de Tite fizeram 6 a 0 no Pacaembu.

Na Conmebol de 1994, o Corinthians enfrentou o Minérven pelas quartas de final. Na Venezuela, placar de 5 a 2 para os brasileiros; em São Paulo, nova goleada – 6 a 0. Na Pequena Taça do Mundo de 1953, o time alvinegro de Luizinho, Baltazar e Cláudio venceu a seleção de Caracas com vitórias por 2 a 0 e 2 a 1.

 

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCorinthiansCopa Sul-americana

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.