Lucas Uebel / Grêmio FBPA
Lucas Uebel / Grêmio FBPA

Invicto há 6 jogos, Grêmio recebe o Palmeiras por vice-liderança do Brasileirão

Ramiro é dúvida, mas Arthur e Luan voltam à equipe que busca a vice-liderança

Estadão Conteúdo

06 Junho 2018 | 05h42

Uma das equipes mais consistentes e regulares do Campeonato Brasileiro, o Grêmio mira a vice-liderança da competição. Para isso, precisa vencer o Palmeiras, adversário desta quarta-feira, às 21h45, na Arena Grêmio, em Porto Alegre, em confronto válido pela 10.ª rodada.

+ Palmeiras enfrenta o Grêmio por afirmação e retomada no Brasileirão

+ Conmebol divulga calendário e Grêmio abrirá oitavas da Libertadores

A campanha do time gaúcho no Brasileirão vai de vento em popa. Os comandados do técnico Renato Gaúcho estão invictos há seis jogos, somam 16 pontos, estão entre os primeiros colocados na tabela de classificação e podem terminar a rodada na segunda posição, caso vençam o Palmeiras e o Cruzeiro tropece.

A última e única derrota no torneio nacional aconteceu no final de abril, por 2 a 1 para o Botafogo, na terceira rodada. Desde então, foram três vitórias e três empates. Um dos pontos fortes do Grêmio tem sido a defesa, que, mesmo sem o zagueiro Pedro Geromel, na seleção brasileira, é a menos vazada junta com a do Cruzeiro, com três gols.

Para melhorar o que já está bom, o Grêmio que encara o Palmeiras estará reforçado de dois de seus principais jogadores: Arthur e Luan. O meia está recuperado de uma lesão muscular na coxa direita que sofreu no empate sem gols no clássico contra o Internacional e o deixou de fora das últimas seis partidas.

Luan, por sua vez, volta depois de ter ficado ausente do duelo contra o Bahia, do qual foi preservado em razão da sequência de jogos. Léo Moura é outra novidade na lista de relacionados. O lateral-direito não atuou nos últimos dois jogos por conta de um desconforto na panturrilha esquerda.

A grande dúvida da equipe diz respeito à escalação de Ramiro. O meia sofreu uma pancada no tornozelo esquerdo na vitória sobre o Bahia, na Arena Fonte Nova, em Salvador, e não tem presença assegurada no duelo. Ele foi relacionado mas a tendência e de que comece entre os reservas, abrindo, assim, vaga para o jovem Lima no time titular.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.