Vinnicius Silva/Cruzeiro
Vinnicius Silva/Cruzeiro

Invicto no Mineirão em 2019, Cruzeiro busca 2º triunfo seguido no Brasileirão

Equipe de Mano Menezes conta com as voltas de Henrique, Rodriguinho e Pedro Rocha para encarar o Goiás

Redação, Estadão Conteúdo

05 de maio de 2019 | 12h19

Diferentemente do que aconteceu no Campeonato Brasileiro em 2018, o Cruzeiro tenta engatar uma sequência de vitórias no início da competição neste ano para poder estar entre os postulantes pelo título. O adversário do terceiro jogo no torneio será o Goiás, neste domingo, às 16 horas, no Mineirão, trunfo da equipe nesta temporada.

O time mineiro perdeu a invencibilidade ao ser superado pelo Flamengo na estreia do torneio nacional, mas ainda está invicto no Mineirão nesta temporada. São 11 partidas sem perder no estádio neste ano - 10 vitórias e um empate. A última vitória foi sobre o Ceará, por 1 a 0.

Poupados da última partida, Henrique, Rodriguinho e Pedro Rocha devem retornar ao time titular e Thiago Neves, autor do gol do triunfo sobre o Ceará, retornará ao banco de reservas. O meia se recuperou de lesão recentemente e briga por posição com Rodriguinho, que faz um bom início de ano. O técnico Mano Menezes pode até tentar escalar os dois juntos, mas é pouco provável.

Mano não deve ter Marquinhos Gabriel, que sentiu dores coxa direita diante do Ceará e foi substituído ainda no primeiro tempo da partida, e segue sem poder contar com Raniel, ainda em recuperação de uma pancada na coxa esquerda sofrida há quase um mês. Apesar das dores, Marquinhos Gabriel não teve lesão constatada. A tendência, então, é que seja preservado.

Decisivo para os primeiros três pontos do Cruzeiro na competição, o goleiro Fábio, muito exaltado pelos torcedores, que voltaram a pedir seu nome na seleção brasileira, salientou a necessidade de vencer os jogos em casa para brigar pelo título.

"Temos que pontuar ao máximo dentro de casa no Brasileiro, para que possamos estar sempre brigando entre os primeiros. É o que a gente quer até o final", disse o goleiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.