Ipatinga segura o Cruzeiro no 1.º jogo

O técnico Levir Culpi queria antecipar o título do Campeonato Mineiro, conquistando uma vitória no Vale do Aço. Porém, Ipatinga e Cruzeiro ficaram apenas no empate por 1 a 1, na tarde deste domingo, no Estádio Ipatingão, no primeiro confronto válido pelas finais do Campeonato Mineiro. Kanu abriu o placar e Charles, contra, deu o empate à Raposa. Apesar do tropeço, o Cruzeiro, como tem a vantagem de jogar por dois resultados iguais, no próximo domingo, no Mineirão, poderá conquistar o tricampeonato do Estadual conseguindo outro empate.Sob um forte calor, Ipatinga e Cruzeiro travaram uma batalha no meio-campo no primeiro tempo da primeira partida válida pelas finais do Estadual. Com a vantagem no regulamento, a Raposa administrava a partida, saindo apenas nos contra-ataques. Já o Tigre, apesar do maior volume de jogo, era desordenado no ataque, facilitando a defesa do adversário. Diante da forte marcação, as duas equipes tiveram as melhores oportunidades apenas com os chutes de fora da área.A primeira oportunidade de gol, que aconteceu somente aos 32 minutos, foi do Cruzeiro. O chileno Maldonado recebeu no ataque, avançou e arriscou o chute. A bola saiu forte, mas o goleiro Rodrigo Posso fez boa defesa. Já o Ipatinga tentou dar o troco aos 39 minutos, também com um chute de fora da área. O armador Walter dominou, na entrada da área, avançou e bateu de perna direita. O chute saiu fraco, facilitando a defesa do goleiro Fábio que, ate então, era apenas um observador da partida.No segundo tempo, o técnico Ney Franco deu continuidade ao seu esquema para a partida. Como conseguiu segurar o jogo no primeiro tempo, o treinador, que precisava reverter a vantagem da Raposa, colocou o atacante Gustavinho no lugar do lateral Beto. E a estratégia deu resultado. Na sua primeira jogada, logo aos 11 minutos, o atacante tocou para Walter na esquerda. O armador foi à linha de fundo e cruzou para trás. Sem marcação, o jovem atacante Kanu apareceu para fazer Tigre 1 a 0.Depois de abrir o placar, o Ipatinga recuou, compactando-se no meio-campo. Com isso, o Cruzeiro ganhou espaço em campo e passou a pressionar. E, aos 34 minutos, Maurinho desceu pela direita e cruzou alto para a área. O atacante Fred dividiu com a defesa e, na tentativa de aliviar da área, o zagueiro Irineu chutou contra o companheiro. A bola acabou entrando contra o seu próprio gol. O árbitro Álvaro Azevedo Quelhas deu gol contra, por causa do envolvimento dos zagueiros Irineu e Charles na jogada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.