Irã desmente mortes em tragédia

Depois de inúmeras informações desencontradas durante todo o dia, quando a agência de notícias oficial do Irã (Irna) chegou a apontar 30 mortos e depois passou para 20, agora à noite ficou comprovado que não houve mortes na tragédia durante um jogo de futebol no país. Após a queda de parte da cobertura do estádio de Mottaghi, em Sari, a 250 quilômetros da capital Teerã, os dados oficiais dão conta de pelo menos 249 feridos. Destes, 143 foram internados em hospitais da região. Apenas três torcedores estão em estado grave. O acidente aconteceu durante a partida entre o Chamuchak local e o Piruzi, de Teerã, pelo campeonato nacional da primeira divisão.Agora à noite, o governador da província de Mazandarán, Ali Assadi, comentou que os rumores dando conta de que pelo menos 20 pessoas teriam morrido em decorrência da queda da cobertura do estádio não tiveram nenhum fundamento.De acordo com a agência Irna, pelo menos 25 mil pessoas estavam no estádio na hora da tragédia. Muitas delas, sem espaço na arquibancada, subiram na cobertura das tribunas e colocaram-se nas árvores que circundam a praça esportiva. O drama aconteceu no início do segundo tempo. A aglomeração do público dificultou a ação das equipes médicas e de resgate.Muitos feridos foram transportados para diferentes hospitais de Sari, capital da província de Mazadarán, que conta com aproximadamente 400.000 habitantes. No entanto, o município não teve condições de atender a todos os casos e muitas pessoas foram levadas para Teerã.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.