Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Irã e Iraque descartam clima de guerra em jogo de futebol

Equipes prometem apagar lembranças do conflito dos anos 80 na partida desta terça pela Copa da Ásia

REUTERS

10 de janeiro de 2011 | 12h00

O título conquistado pelo Iraque na Copa da Ásia há quatro anos foi totalmente inesperado, e será uma surpresa ainda maior se o país assolado por guerras mantiver o troféu depois de estrear contra o Irã na terça-feira.

A disputa entre Irã e Iraque naturalmente traz à tona memórias da guerra de 1980-88 entre os dois países, mas ambos se mostraram dispostos a enfatizar o aspecto esportivo da rivalidade nesta segunda-feira.

Waleed Tabra, técnico da seleção iraquiana, disse que nenhum dos jogadores ou a equipe técnica estaria pensando em outra coisa senão vencer a partida.

"O Irã e o Iraque são vizinhos amistosos. Temos uma fronteira em comum, uma história profunda e um relacionamento de décadas", disse Tabra à Reuters.

"Mas o futebol é algo diferente, é competitivo. Estamos jogando para ganhar, eles estão jogando para ganhar. Não tem nada a ver com o que aconteceu nos anos 1980".

"Nós jogamos contra o Irã há décadas, somos rivais no campo. Ninguém menciona mais a guerra, estava além do alcance da maioria das pessoas, isso agora é história", acrescentou.

(Por Mike Collett)

Tudo o que sabemos sobre:
FUTIRAIRAQUE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.