Iraque protege técnico de guerra

Enquanto as agências humanitárias da ONU e organizações não-governamentais (ONGs) começam a se preocupar com a segurança da população iraquiana em caso de guerra, Bagdá garante que pelo menos uma pessoa estará sendo protegida: o técnico da seleção iraquiana de futebol, o alemão Bernd Stange.Segundo o jornal alemão Bild, o treinador acaba de assinar um contrato com a Federação de Futebol do Iraque onde consta que, em caso de um conflito, o próprio governo se encarregará da segurança de Stange e o ajudará a deixar o país com sua família. O futebol no Iraque é comandado por um dos filhos do presidente Saddam Hussein.Stange já ocupou o cargo de treinador da equipe da ex- Alemanha Oriental, nos anos 80, e já dirigiu as seleções de Omã, Austrália e Ucrânia. Seu contrato com Bagdá é de quatro anos e a cláusula de "evacuação" estará em vigor até o último dia de seu trabalho no Iraque.No jornal alemão, o técnico ressalta que seu objetivo é garantir a participação do Iraque na Copa do Mundo de 2006. Segundo a publicação, Stange teria servido como espião para a polícia comunista na ex-Alemanha Oriental.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.