Iraque tem recurso para voltar às Eliminatórias rejeitado

O Iraque teve negado, nesta segunda-feira, o recurso contra o Catar pelo uso ilegal de um jogador nas Eliminatórias Asiáticas para a Copa do Mundo de 2010, na África do Sul. Com a decisão da Corte Arbitral do Esporte (CAS), os iraquianos perderam a última chance de voltar a disputar as Eliminatórias para Copa.A polêmica se deve à escalação do brasileiro Emerson pelo Catar, na partida da terceira fase das Eliminatórias Asiáticas da Copa do Mundo, do dia 26 de março, vencida pelo Catar, por 2 a 0. O jogador havia obtido cidadania do país, mas já tinha jogado pelo Brasil na categoria sub-20, usando um nome diferente - Marcio Passos De Albuquerque.Emerson foi banido pela Fifa pelo ocorrido, mas o Catar recebeu a absolvição, garantindo-se na quarta fase das Eliminatórias.O CAS justificou a rejeição do recurso, alegando o não cumprimento dos prazos e o não-pagamento de taxas. Segundo a organização, o Iraque deve 3 mil francos suíços (cerca de R$ 5,3 mil) e tinha o direito de fazer uma apelação.

AE-AP, Agencia Estado

29 de setembro de 2008 | 15h03

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCopa do Mundo de 2010Iraque

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.