Irmão de jogador da seleção argentina nocauteia árbitro

Arnaldo Berón prestou queixa contra Alejandro Roncaglia

O Estado de S. Paulo

16 de junho de 2015 | 18h52

Alejandro Roncaglia, irmão de Facundo Roncaglia, que está defendendo a seleção argentina na Copa América, nocauteou o árbitro Arnaldo Berón depois de receber um cartão amarelo. A partida entre Ferro Carril e Tiro Federal, válida por uma liga menor da Argentina, acabou suspensa.

O árbitro teve de ser transportado para o hospital para ser examinado depois da agressão. "A partida estava transcorrendo em total normalidade. Foi uma jogada isolada dentro do jogo onde este jogador foi em direção ao árbitro e lhe deu um golpe no rosto", disse um comissário da partida.

Além da dura suspensão por parte da União Arbitral Argentina, Roncaglia também terá de responder na Justiça pelo seu ato. Assim que estava recuperado, Berón prestou queixa contra o jogador. "Jamais imaginei que eu poderia passar por algo assim", disse para a imprensa argentina.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.