Irmão de primeiro-ministro da Albânia nega ter guiado drone

Irmão de primeiro-ministro da Albânia nega ter guiado drone

Olsi Rama foi detido e interrogado pela polícia sérvia ao ser acusado de ter causado briga generalizada na partida entre Sérvia e Albânia

O Estado de S. Paulo

15 de outubro de 2014 | 10h22

A confusão na partida entre Sérvia e Albânia pelas Eliminatórias da Eurocopa de 2016 pode ter sido movida por conflitos políticos. Olsi Rama, irmão do Primeiro-ministro albanês Edi Rama, foi acusado pela polícia local de estar segurando o controle remoto do drone, que levou uma bandeira ao Partizan Stadium durante a partida e causou briga generalizada entre jogadores e torcedores dos dois lados - muitos invadiram o gramado.

Olsi Rama foi detido e interrogado pela polícia sérvia e deve voltar para a Albânia ainda nesta quarta-feira depois das explicações. Questionado por jornalistas na saída do local após o inquérito, o irmão do primeiro-ministro se defendeu das acusações. "Não tenho nada a ver com aquele drone".

O drone, que carregava uma bandeira fazendo referência ao país, entrou no gramado do estádio aos 41 minutos do primeiro tempo e causou revolta entre os torcedores sérvios. Quando foi retirar o objeto para o segmento da partida, o defensor Stefan Mitrovic foi alvo de indignação dos jogadores albaneses, e logo depois, começou uma briga generalizada com direito à invasão de torcedores em campo. O árbitro interrompeu a partida.

Sérvia e Albânia são rivais históricos, principalmente depois do desmembramento da antiga Iugoslávia. A Guerra de Kosovo, na década de 1990, expulsou milhões de kosovares da região e eles foram acolhidos pela Albânia, acusada pelos sérvios de incentivar o confronto militar. Formalmente, Kosovo ainda é território sérvio e não tem reconhecimento, por exemplo, para ter uma seleção jogando nas Eliminatórias da Eurocopa. Além disso, há um conflito religioso entre os muçulmanos albaneses e os cristãos ortodoxos sérvios.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.