Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Irmão de Ronaldinho confirma aposentadoria do meia: 'Ele parou'

Assis planeja agenda para marcar adeus, com a realização de eventos para depois da Copa do Mundo

O Estado de S. Paulo

16 Janeiro 2018 | 21h08

Ronaldinho Gaúcho vai se aposentar do futebol. O irmão e empresário do meia de 37 anos, Assis, confirmou nesta terça-feira a decisão, em um anúncio que reitera declarações nos últimos anos. O jogador escolhido duas vezes o melhor do mundo pela Fifa não atua profissionalmente por um clube desde 2015, quando passou pelo Fluminense, terá jogos de despedida depois da Copa do Mundo.

+ Leia as últimas de esportes

+ Tabela da Copa do Mundo 2018

"Ele parou. Acabou. Vamos fazer algo bem grande, bacana, após a Copa da Rússia, provavelmente em agosto. Faremos vários eventos rodando por Brasil, Europa e Ásia. E, claro, estamos combinando um jogo com a seleção brasileira", disse Assis em entrevista ao jornal O Globo. Ronaldinho disputou duas Copas do Mundo com a seleção (2002 e 2006), ambas como titular.

O fim da carreira de Ronaldinho é um tema debatido há tempos. Desde que deixou o Fluminense, o jogador citou a aposentadoria e cogitou a realização de partidas de despedidas. Em novembro, por exemplo, ele disse à TV Bandeirantes que estava velho para praticar esporte. Porém, ao mesmo tempo, o meia revelava propostas de outras equipes e mencionava a possibilidade de voltar a atuar por algum time. 

Desde 2015 Ronaldinho tem atuado como embaixador de eventos do Barcelona e participado pontualmente de jogos comemorativos pelo mundo. Essa agenda deve continuar pelos próximos meses, já voltada para a aposentadoria, com a realização de eventos para marcar o adeus. "Ainda não tenho detalhes, por enquanto estamos montando um programa, uma pauta", disse Assis ao jornal.

Pelo último clube da carreira, o Fluminense, Ronaldinho disputou apenas nove partidas em 2015. Pelo time anterior, o Quéretaro, do México, foram 29 atuações. A última grande passagem do meia foi pelo Atlético-MG, onde entre 2012 e 2014 disputou mais de 80 jogos e foi campeão da Copa Libertadores de 2013.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.