Irritado, Laurent Blanc assume 'culpa' por lesão de Thiago Silva

Técnico do Paris Saint-Germain assume responsabilidade por escalar zagueiro, que sofreu lesão na coxa, em jogo contra o Napoli

Estadão Conteúdo

14 de agosto de 2014 | 10h37

O técnico do Paris Saint-Germain, Laurent Blanc, exibiu irritação nesta quinta-feira durante entrevista coletiva na qual foi bombardeado com perguntas relacionadas ao zagueiro Thiago Silva, que ficará afastado dos gramados por um período estimado de um mês após ter sofrido uma lesão muscular na coxa em amistoso contra o Napoli, na última segunda, na Itália.

Questionado, entre outras coisas, se valeria a pena ter colocado os seus principais jogadores em campo em um amistoso de pré-temporada, o treinador assumiu de forma irônica a culpa pela lesão do defensor, capitão da seleção brasileira na última Copa do Mundo.

"Se tivéssemos sido capazes de fazer o contrário, teríamos feito. Nós não estamos felizes, eu não estou feliz com o que aconteceu. Eu assumo a culpa. A culpa é minha, já que temos de encontrar um culpado. Eu assumo a responsabilidade por esse prejuízo", disse Blanc, ao comentar a lesão que fará o zagueiro perder os primeiros jogos desta próxima temporada europeia.

Thiago Silva lesionou a coxa direita já aos 13 minutos do confronto diante do Napoli, batido por 2 a 1 pela equipe francesa, e com isso virou desfalque certo também para a seleção brasileira. Com o problema, o defensor não poderá figurar na próxima terça-feira na lista de convocados do técnico Dunga para os amistosos contra Colômbia e Equador, respectivamente nos dias 5 e 9 de setembro, nos Estados Unidos. Antes de se machucar, ele era tido como nome certo nesta listagem que será a primeira de Dunga neste seu retorno ao comando do time nacional.

Afastado por lesão, Thiago Silva só deve voltar a atuar pelo PSG em meados de setembro e se tornou baixa para os confrontos diante de Bastia, no próximo sábado, Evian (no dia 22) e Saint-Étienne (no dia 31), todos válidos pelo Campeonato Francês.

Ao falar sobre a ausência do jogador, Blanc negou que tenha agido de forma temerária ao escalar Thiago Silva na última segunda-feira, apesar do desgaste acumulado pela última temporada europeia e a disputa da Copa do Mundo em seguida. O treinador lembrou que uma sequência parecida já havia ocorrido em 2013, quando o brasileiro voltou a atuar pela equipe francesa após ter ajudado o Brasil a conquistar a Copa das Confederações.

"Em 2013 não havia nenhuma preocupação. Teríamos feito outra coisa para evitar a lesão? Certamente. Eu tenho uma equipe técnica e médica muito competente e se existe um responsável por isso (pela lesão), eu assumo essa responsabilidade", completou Blanc, mais uma vez usando de certa ironia para rebater os questionamentos dos jornalistas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.