Javier Etxezarreta/EFE
Javier Etxezarreta/EFE

Isco exalta estilo de jogo espanhol 'inegociável' e prevê dificuldades contra Irã

Meia promete posse de bola e movimentação na próxima partida da Espanha, na quarta feira, às 15h

Estadão Conteúdo

18 Junho 2018 | 11h42

O meio-campista Isco garantiu nesta segunda-feira que a Espanha vai apresentar contra o Irã, na segunda rodada do Grupo A da Copa do Mundo, o estilo de jogo que consagrou o futebol espanhol na última década, com muita posse de bola e movimentação. As seleções vão se enfrentar às 15 horas (de Brasília) desta quarta-feira, em Kazan.

+ Técnico da Espanha minimiza falha de De Gea e garante goleiro como titular

+ Após vitória sobre o Marrocos, zagueiro do Irã sonha em bater a Espanha

+ Com dores na coluna, Pepe Reina desfalca treino da seleção espanhola

"Jogar dessa forma é inegociável, foi o que nos fez ganhar títulos anos atrás, e não creio que seja conveniente mudar algo que está bom", afirmou Isco em coletiva de imprensa concedida em Krasnodar. "Não será fácil fazer gol no Irã, mas temos de insistir com nosso estilo até a morte, manter a posse de bola e criar situações de gol", receitou o meia, consciente da qualidade defensiva do time iraniano.

Quanto ao novo técnico da Espanha, Fernando Hierro, Isco foi só elogios. A troca de comando aconteceu na última quarta-feira, após anúncio do Real Madrid, na terça, de que Julen Lopetegui vai treinar o clube na próxima temporada, o que rendeu ao treinador a demissão da seleção espanhola um dia depois.

"É uma pessoa que conheço e é alguém que sabe o que faz. Foi difícil para ele assumir esse papel, mas ele vem muito bem, com muita confiança na gente", disse Isco, que trabalhou com Hierro no Real Madrid, período em que o ex-zagueiro foi auxiliar-técnico no clube.

 

A Espanha tem um ponto ganho na primeira fase, após empate por 3 a 3 com Portugal, na última sexta feira, em Sochi. Para Isco, o desempenho espanhol na estreia foi positivo, apesar de não conseguir a vitória.

"Fizemos um jogo bastante completo e demos poucas opções ao rival. Fizeram gols de pênalti e de falta. Controlamos bem no segundo tempo, só faltou sair com a vitória. A leitura que fazemos das partidas é a mesma sempre, sabemos que atuamos muito bem e mesmo assim dá para melhorar", analisou.

Depois do Irã, a Espanha vai fazer a última partida na primeira fase contra a seleção do Marrocos, às 15 horas (de Brasília) da próxima segunda-feira, em Kaliningrado.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.