Olaf Kraak/EFE
Olaf Kraak/EFE

Islândia mostra força e derrota a seleção holandesa em casa

Sigurosson fez os dois gols da partida na incontestável vitória da equipe nórdica sobre a equipe do novo treinador Hiddink

Estadão Conteúdo

13 de outubro de 2014 | 17h57

A Islândia surpreendeu a todos ao chegar até a repescagem das Eliminatórias da Europa para a Copa do Mundo de 2014, perdendo a vaga para a Croácia. O feito, ao que parece, era só o início de uma trajetória surpreendente. Nesta segunda-feira, a equipe nórdica recebeu a Holanda, terceira colocada no último Mundial, e venceu de forma incontestável, por 2 a 0, em Reykjavik, pelas Eliminatórias da Euro/2016.

Sigurosson, que já jogou no Tottenham e esta temporada defende o Swansea City no Campeonato Inglês, fez os dois gols da partida. Abriu o placar de pênalti, aos 10 minutos, e ampliou após bate-rebate na área, aos 42.

Para a Holanda, o cenário é muito ruim. Se com Van Gaal o time tinha oito jogadores defendendo e só Van Persie, Sneijder e Robben atacando, agora que a equipe é treinada por Guus Hiddink, a proposta ofensiva não tem dado certo. Nesta segunda, por exemplo, o time titular tinha apenas De Jong marcando no meio-campo, com Lens e Afellay, atacantes, entrando ao lado do trio de sempre.

Depois de três rodadas do Grupo A, a Holanda tem apenas os três pontos da suada vitória por virada sobre o Casaquistão, sexta-feira, em Amsterdã. Enquanto isso, a Islândia soma nove pontos, numa campanha invicta.

A República Checa também tem 100% de aproveitamento, com três vitórias em três jogos. Nesta segunda, a vitória foi sobre o Casaquistão, por 4 a 2, em Astana. Os donos da casa só fizeram seus dois gols de honra no finalzinho. Também pelo Grupo A, Letônia e Turquia ficaram no 1 a 1.

Na próxima rodada, em 16 de novembro, a Holanda recebe a Letônia (que tem um ponto), enquanto os líderes se enfrentam em Praga. A Turquia, lanterna, também com apenas um ponto, tenta evitar a eliminação precoce diante do Casaquistão. Os dois primeiros do grupo vão para a Euro, com o terceiro jogando repescagem.

GRUPO B

Em confronto de duas equipes que jogaram a Copa do Mundo, Bósnia-Herzegovina e Bélgica ficaram no 1 a 1 em Zenica. Dzeko abriu o placar para os donos da casa e Nainggolan deixou tudo igual na segunda etapa. Os belgas foram a quatro pontos, com apenas dois jogos (a partida contra Israel foi adiada), enquanto a Bósnia só tem dois após três partidas.

A liderança do Grupo B é do País de Gales, que venceu o Chipre por 2 a 1, nesta segunda-feira, em Cardiff, mesmo jogando quase todo o segundo tempo com um jogador a menos. Bale, do Real Madrid, é o destaque da equipe que já soma sete pontos, em primeiro. Na cola, com seis, aparece Israel, que fez 4 a 1 em Andorra nesta segunda-feira, fora de casa. Damari marcou três vezes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.