Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90
Divulgação
Divulgação

Ismaily se apresenta à seleção: 'Sou um lateral que gosta de apoiar o ataque'

Lateral se apresentou nesta terça-feira à seleção para os amistosos contra Rússia, na sexta-feira, e Alemanha, dia 27

Estadão Conteúdo

20 de março de 2018 | 21h02

O lateral-esquerdo Ismaily se apresentou nesta terça-feira à seleção brasileira para os amistosos contra Rússia, na sexta-feira, e Alemanha, no dia 27. O jogador de 28 anos, do Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, foi chamado para substituir Alex Sandro, cortado por causa de uma lesão muscular na coxa direita.

+ Rafaela Silva usa Twitter para trocar figurinhas e revela que faltam só 11

"Estava treinando e recebi essa notícia maravilhosa. Infelizmente foi pela lesão de um companheiro, mas estou muito feliz de receber essa oportunidade", disse o jogador na sua chegada ao hotel onde a delegação brasileira está hospedada em Moscou.

O novo convocado de Tite nasceu em Ivinhema, Mato Grosso do Sul e deixou o Brasil quando ainda tinha 19 anos. Aos que não conhecem seu futebol, ele se apresentou: "Sou um jogador que gosta de apoiar o ataque, mas melhorei muito a parte defensiva aqui na Europa", explicou.

Ismaily começou a carreira como atacante no Ivinhema Futebol Clube e depois foi contratado pelo Desportivo Brasil. Jogou ainda no São Bento e foi para o Estoril, de Portugal, em 2009. No futebol português também defendeu Olhanense e Braga. Está no Shakhtar Donetsk desde 2013, onde conquistou três Campeonatos Ucranianos.

Ele é companheiro de clube de Taison e Fred, que estão na atual lista do técnico Tite. Também pelo time ucraniano jogou junto com Fernandinho e Douglas Costa. O lateral-esquerdo já estará à disposição de Tite no treino desta quarta-feira, no CT do Spartak de Moscou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.