Itália age para ter campeonato limpo

A Itália começa a ver hoje a disputa de um campeonato que está programado para ser o da "limpeza". Várias medidas foram tomadas para evitar escândalos envolvendo passaportes falsos, doping e violência de torcedores. As duas últimas temporadas - vencidas por Lazio e Roma - foram manchadas por denúncias de utilização de passaportes falsos. Clubes e jogadores forjavam a documentação para que os atletas ganhassem a condição de "comunitários" (nascidos em países da União Européia) e não ocupassem vaga de estrangeiro no elenco.Leia mais no Jornal da Tarde

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.