Itália: cartola em prisão domiciliar

O ex-presidente da Fiorentina Vittorio Cecchi está cumprindo prisão domiciliar, segundo informaram nesta terça-feira fontes judiciais italianas. O ex-dirigente é acusado de falência fraudulenta, contabilidade falsa e apropriação indevida. A detenção foi pedida pelos juízes Luca Turco e Gabriele Mozzotta, responsáveis pela investigação sobre a falência da Fiorentina.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.