Itália condena homem por morte de policial após jogo

Acusado pega 11 anos de prisão pelo assassinato de Raciti depois da partida entre Catania e Palermo

AE, Agencia Estado

22 de março de 2010 | 14h40

Um tribunal da Sicília condenou um homem a 11 anos de prisão por conta da morte de um policial durante uma briga entre torcedores de futebol há três anos. Daniele Micale, de 23 anos, foi sentenciado por sua participação no assassinato de Filippo Raciti depois de uma partida entre Catania e Palermo.

Outro acusado, Antonino Speziale, foi condenado no último mês a 14 anos de prisão por um tribunal juvenil porque era menor de idade quando o incidente aconteceu. Os advogados de Micale continuam afirmando que o cliente é inocente e avisaram que irão recorrer da sentença.

A morte de Raciti fez com que as autoridades italianas reavaliassem os esquemas de segurança para as partidas, mas o futebol segue enfrentando problemas com a violência.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolItáliaviolência

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.