Itália considera proposta conjunta com França por Euro 2016

Uefa anunciou que os dois países planejam co-sediar a competição; 'Seria com um país amigo e vizinho'

Reuters

16 de março de 2009 | 14h46

O presidente da Federação Italiana de Futebol disse nesta segunda-feira que a Itália considera co-sediar a Eurocopa de 2016 com a rival França.

A Uefa informou na semana passada que Itália, França e Turquia tinham demonstrado interesse em sediar a competição sozinhos, e que Noruega e Suécia tinham apresentando uma proposta de dividir a organização do torneio.

"Nós não temos problemas com uma proposta conjunta pela Euro 2016. Se for com a França, seria com um país amigo e vizinho. Se isso não for tecnicamente e politicamente possível, nós iremos adiante sozinhos", disse Giancarlo Abete em entrevista para uma emissora de rádio italiana.

"Com grande transparência, queremos checar se podemos encontrar um caminho a seguir. Se não for possível, não temos medo de competir."

A Itália foi batida no processo que escolheu Ucrânia e Polônia como sedes da Euro 2012, em grande parte devido aos problemas dos estádios do Campeonato Italiano, que não foram reformados ou modernizados desde a Copa do Mundo de 1990.

Grandes investimentos seriam necessários para modernizar a infraestrutura do futebol italiano, o que se torna especialmente difícil durante a crise econômica global. Dessa forma, a proposta de dividir a organização do torneio ganha força no país.

No entanto, França e Itália são rivais tanto dentro como fora das quatro linhas.

A Itália venceu os Les Bleus no pênaltis na final da última Copa do Mundo, em Berlim, três anos atrás, e o treinador francês Raymond Domenech é constantemente criticado pela mídia italiana.

Os dossiês das candidaturas devem ser apresentados à Uefa até 15 de fevereiro de 2010. A decisão final da sede da Euro 2016 será anunciada por volta de maio do ano que vem.

(Por Mark Meadows)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.