Itália deve punir jogadores envolvidos em jogos arranjados

Federação Italiana de Futebol suspeita de fraudes nas partidas entre Livorno e Atlanta no campeonato nacional

EFE,

18 de julho de 2008 | 14h27

O promotor da Federação Italiana de Futebol (FIGC), Stefano Palazzi, pediu nesta sexta-feira uma suspensão de três anos e um mês para os capitães de Livorno e Atalanta por supostamente terem combinado o resultado das partidas que as equipes disputaram na última temporada do Campeonato Italiano.A Promotoria suspeita que David Balleri e Giampaolo Bellini, capitães, respectivamente, de Livorno e Atlanta, tenham chegado a um acordo para que os dois jogos que as equipes disputaram na última edição do Campeonato Italiano acabassem em empate.No jogo de ida o resultado foi realmente um empate. Porém, na partida de volta o Atalanta venceu com um gol nos últimos minutos. No entanto, seis jogadores do Livorno agrediram o autor do gol.Estes seis atletas já foram punidos por agressão com penas que vão de um a seis jogos de suspensão.Para outros três jogadores do Livorno envolvidos na briga e, supostamente, no arranjo de partidas - Alessandro Grandoni, Emanuele e Antonio Filippini -, o promotor pediu uma suspensão de cinco meses.A Promotoria também solicitou que os dois clubes comecem a próxima temporada do Campeonato Italiano com seis pontos menos.

Tudo o que sabemos sobre:
LivornoAtalantaCampeonato Italiano

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.