Itália diz que não aceitará novo jogo com a Sérvia

Partida entre as duas seleções foi suspensa por conta de distúrbio causado por torcedores sérvios

AE-AP, Agência Estado

18 de outubro de 2010 | 10h06

O diretor-geral da Federação Italiana de Futebol, Antonello Valentini, garantiu nesta segunda-feira que não aceitará a realização de uma nova partida da seleção de seu país contra a Sérvia, pelas Eliminatórias para a Eurocopa de 2012.

Na última terça-feira, um distúrbio causado por torcedores sérvios suspendeu o confronto entre as duas seleções, em Gênova, logo aos sete minutos do primeiro tempo. A Federação Sérvia de Futebol reconheceu a culpa de sua torcida, mas informou na última sexta-feira que pediria à Uefa a realização de um novo confronto.

Valentini, no entanto, afirmou que marcar um novo jogo seria dar um presente à seleção sérvia. Ele comentou ainda que a Uefa já pediu explicações para o adversário, mas não exigiu nenhum vídeo da Itália.

A decisão da Uefa deve ser anunciada em 28 de outubro, em reunião extraordinária para avaliar o caso. Como o distúrbio foi causado por torcedores sérvios, a tendência é de que a Itália seja declarada vencedora da partida.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.