Itália e Estados Unidos se enfrentam em clima quente

Itália e Estados Unidos entram em campo em clima quente neste sábado, às 16 horas (de Brasília), para o jogo válido pela segunda rodada do Grupo E da Copa do Mundo. Isso porque os italianos não gostaram das declarações do atacante Eddie Johnson de que a seleção norte-americana estaria pronta para "uma guerra" depois de passar a semana numa base militar do país na Alemanha."A analogia que ele fez foi distorcida, isso é um jogo e nós respeitamos nossos aliados italianos", disse o técnico Bruce Arena. O clima entre os dois países se estremeceu depois que o novo primeiro-ministro italiano, Romano Prodi, anunciou que vai retirar as tropas do país que auxiliam a ocupação norte-americana no Iraque.Para o volante Reyna, capitão da equipe, a passagem pela base de Ramstein, ponto de passagem para tropas que vêm e vão para o Iraque e o Afeganistão, serviu para colocar as coisas "numa perspectiva maior". "Depois do que soubemos de pessoas que voltaram da guerra, percebemos que o futebol é apenas um jogo, realmente", afirmou.Em campo, a equipe, que precisa da vitória para continuar sonhando, tem de quebrar o tabu de nunca ter vencido a Itália, em cinco confrontos - em Copas, perdeu por 7 a 1 em 1934 e por 1 a 0 em 1990, ambas na primeira fase. Arena promete uma equipe melhor que a da derrota para a Repúlica Checa, na estréia (3 a 0). "Treinamos bem durante a semana, vimos o jogo contra os checos e estamos preparados para o jogo", garante o treinador.Na Itália, a grande atração é a volta de Zambrotta, que deve ser escalado na lateral-direita, no lugar de Zaccardo, depois de se recuperar de uma contusão no tornozelo. Gattuso, que voltou a treinar com a equipe, fica de fora e volta contra a República Checa, se estiver 100%.O goleiro Buffon disse que o escândalo de manipulação de resultados que atingiu o país nos últimos meses serviu para unir a equipe - "Nunca nos sentimos assim antes, garantiu. O meia Pirlo, que marcou o primeiro gol nos 2 a 0 contra Gana, afirma que o time não pode subestimar a seleção dos Estados Unidos. "Por causa da derrota na estréia, virão decididos a vencer", alertou.Ficha técnica:Itália x Estados UnidosItália - Buffon; Zambrotta, Nesta, Cannavaro e Grosso; Perrotta, De Rossi, Pirlo e Totti; Toni e Gilardino. Técnico: Marcello Lippi.Estados Unidos - Keller; Lewis, Berhalter, Onyewu e O´Brien; Convey, Reyna, Beasley e Donovan; Johnson e McBride. Técnico: Bruce Arena.Árbitro: Jorge Larrionda (Uruguai).Local: Fritz Walter Stadion, em Kaiserslautern.Horário: 16 horas (de Brasília).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.