Itália investiga clubes por sonegação fiscal e lavagem de dinheiro

Polícia financeira executou mandados de busca nas sedes de times de elite do Nacional

AE-AP, Agência Estado

25 de junho de 2013 | 11h29

ROMA - A promotoria de Nápoles ordenou nesta terça-feira que a polícia financeira da Itália fosse até sedes e escritórios de clubes do país para apreender documentos em uma investigação sobre suposta evasão fiscal praticada em contratos de jogadores, negociação entre clubes e em acordos com empresários.

A polícia financeira executou mandados de busca nos escritórios e sedes de vários clubes que disputam a elite do Campeonato Italiano, como Milan, Juventus e Lazio, e outros de divisões inferiores. Os promotores também disseram que equipes estrangeiras também fazem parte da investigação, mas não os identificou.

Os promotores disseram que os clubes estão sob investigação por suposta conspiração por evitar o pagamento de "enormes quantias de dinheiro" às autoridades fiscais sobre a transferência de jogadores.

Escândalos têm manchado a imagem do futebol italiano nos últimos anos, mas eles possuíam relação com a manipulação de resultados. Isso levou a Juventus a perder dois títulos do Campeonato Italiano e ser rebaixada. Além disso, outros times receberam penas mais leves, com a perda de pontos.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolItáliaevasão fiscalfutinter

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.