Itália multa jogador por gesto fascista

A Liga Italiana de Futebol aplicou nesta quinta-feira uma multa ao jogador Paolo Di Canio e ao seu clube, a Lazio, de 10 mil euros (cerca de US$ 13 mil) cada um. Eles foram punidos pela comemoração do atleta após marcar um gol no clássico com a Roma, no dia 6 de janeiro, fazendo alusão ao fascismo/nazismo.Na comemoração do gol, Di Canio esticou o braço para o alto, com a palma da mão aberta, repetindo a típica saudação nazi-fascista que marcou os governos de Mussolini, na Itália, e Hitler, na Alemanha. O clássico, disputado no estádio Olímpico, em Roma, foi vencido pela Lazio, por 3 a 1.Aos 35 anos, Di Canio defende a Lazio desde o começo desta temporada, depois de ficar alguns anos no futebol inglês. Ele negou que a sua comemoração fosse uma alusão ao fascismo/nazismo. Mas a Comissão Disciplinar da Liga Italiana considerou que o gesto do jogador era ?uma recordação imediata e inequívoca de uma ideologia política?.A Liga Italiana também disse que os jogadores não devem ?realizar nenhum gesto identificado com qualquer ideologia política?, pois, segundo ela, ?poderia provocar uma reação violenta dos torcedores.?

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.