Valdrin Xhemaj/EFE
Valdrin Xhemaj/EFE

Itália passa sufoco, mas consegue vencer a Macedônia nos acréscimos

Resultado manteve a Itália em segundo lugar n Grupo G

Agência Estado, Estadão Conteúdo

09 de outubro de 2016 | 19h02

Neste domingo, pelo Grupo G, a Itália levou um grande susto, mas conseguiu vencer a seleção da Macedônia por 3 a 2, na cidade de Escópia pelas Eliminatórias da Copa do Mundo. Após sair na frente no marcador, os tetracampeões mundiais sofreram a virada e só conseguiram buscar a vitória com um gol nos acréscimos.

O resultado manteve a Itália no segundo lugar da chave, atrás da líder Espanha, enquanto a Macedônia caiu para o quinto lugar, ainda sem pontuar nas Eliminatórias. Israel, com seis pontos, e Liechtenstein, com zero, completam o grupo. 

Diferente da Espanha,que bateu a Albânia com tranquilidade por 2 a 0, os italianos tiveram uma partida mais difícil. A Macedônia chegou com perigo já aos dois minutos de bola rolando, mas Buffon fez boa defesa. A Itália respondeu aos oito, com gol de Candreva anulado por impedimento de maneira correta.

Nos dez minutos seguintes, a Macedônia seguiu incomodando a defesa italiana. Aos 14, Alioski invadiu a área pelo lado direito, mas mandou para fora. Em seguida, Nestorovski chutou de fora da área e acertou o travessão de Buffon.

Após resistir aos ataques adversários, a Itália conseguiu abrir o placar. Aos 23, após cobrança de escanteio pela esquerda, Belotti recebeu livre e bateu de primeira para as redes. Antes do intervalo, a Macedônia ainda chegou com perigo em cabeçada de Nestorovski, mas o goleiro italiano fez boa defesa.

Mesmo atrás do marcador, a Macedônia iniciou o segundo tempo procurando o ataque e arriscando chutes de fora da área. O empate veio aos 11 minutos, quando Nestorovski avançou pelo meio, driblou o zagueiro com um jogo de corpo e bateu no cantinho esquerdo.

O primeiro gol acendeu a torcida e alimentou a improvável virada da Macedônia que aconteceu logo em seguida, aos 13. Após boa troca de passes entre Pandev e Nestorovski, Hasani recebeu na meia-lua e chutou com força, rasteiro, para fazer 2 a 1.

Após o susto da virada adversária, a Itália demorou para se organizar, mas conseguiu retomar o empate aos 29. Immobile recebeu cruzamento da direita e se esticou para tocar com o pé direito para o gol.

Nos minutos finais, os italianos conseguiram resolver a situação. Aos 43, Parolo apareceu livre e cabeceou para o gol, mas o tento foi anulado pela arbitragem novamente por impedimento. Mas não fez falta, pois aos 46, Candreva cruzou para a segunda trave e Immobile apareceu para garantir a vitória italiana.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.