Remo Casilli/ Reuters
Remo Casilli/ Reuters

Itália proíbe atletas de treinarem em CTs até 13 de abril

Medida foi incluída no decreto em que o primeiro-ministro do país, Giuseppe Conte, estendeu a quarenta por mais dez dias

Redação, Estadao Conteudo

01 de abril de 2020 | 21h24

Atletas profissionais estão proibidos de treinar dentro de instalações esportivas na Itália até 13 de abril. A medida foi incluída no decreto em que o primeiro-ministro do país, Giuseppe Conte, estendeu a quarenta por mais dez dias em função do prolongamento da pandemia do coronavírus.

O isolamento social estava programado para expirar na próxima sexta-feira na Itália, e a Lazio era um dos clubes que pretendiam retomar os treinamentos no sábado, embora em pequenos grupos.

Anteriormente, atletas profissionais classificados para a Olimpíada de Tóquio não estavam proibidos de trabalhar em centros de treinamentos. Mas, agora, com os Jogos adiados para 2021 e o vírus ainda sendo uma grande ameaça, todos eles só podem treinar em suas casas ou nas imediações.

O Campeonato Italiano está suspenso desde 9 de março e pelo menos 15 jogadores da elite testaram positivo para a Covid-19. A Juventus lidera a competição, com 63 pontos, contra 62 da Lazio e 54 da Inter de Milão. Restam 12 rodadas a serem disputadas.

Nesta quarta-feira, Gabriele Gravina, presidente da Federação Italiana de Futebol, avaliou que o torneio poderá ser retomado em 20 de maio. Ele também colocou o início de junho como outra alternativa para o retorno das disputas no país.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.