Italiano Marcelo Lippi é anunciado como novo técnico da seleção chinesa

Treinador comandou a seleção da Itália na conquista do tetracampeonato mundial, em 2006

Estadão Conteúdo

22 Outubro 2016 | 12h07

A Associação Chinesa de Futebol anunciou neste sábado o novo treinador da seleção do país, visando a classificação para a Copa do Mundo de 2018. Será o experiente italiano Marcelo Lippi, de 68 anos, campeão da Copa do Mundo de 2006 com seu país e que já possui longa vivência no futebol asiático.

Os termos do acordo não foram divulgados, mas a imprensa da China garante que Lippi receberá 20 milhões de euros por ano, o que o tornaria um dos treinadores mais bem pagos do mundo. Talvez por isso ele tenha abandonado sua aposentadoria, anunciada em 2014.

Lippi chega com o objetivo imediato de classificar a China para a Copa do Mundo da Rússia, mas também desenvolver o futebol no país. Grande fã da modalidade, o presidente Xi Jinping já traçou o plano de tornar a seleção nacional uma potência até a Copa do Mundo de 2050.

Para a Copa da Rússia, no entanto, a tarefa não será nada fácil. A China é a última colocada de seu grupo nas Eliminatórias Asiáticas e somou apenas um ponto nas primeiras quatro rodadas. Até por isso, o antecessor de Lippi, Gao Hongbo, pediu demissão após a derrota para o Usbequistão no último dia 11.

Marcelo Lippi chega à seleção com a experiência de mais de 30 anos como técnico. Sua passagem mais marcante por clubes aconteceu na Juventus, com a qual conquistou cinco títulos italianos. Em 2012, chegou à China para comandar o Guangzhou Evergrande e foi campeão nacional nas três temporadas em que lá ficou.

Mais conteúdo sobre:
futebol selecao chinesa Marcelo Lippi China

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.