Italianos dizem que Dida 'exagerou' ao encenar agressão

Imprensa do país critica goleiro e diz que encenação é 'a última tristeza de um Milan decadente'

Efe,

04 de outubro de 2007 | 10h54

Os jornais italianos acusaram o goleiro brasileiro Dida de ter encenado depois que um torcedor escocês passou a mão em seu rosto na derrota do Milan por 2 a 1 para o Celtic, em Glasgow, válido pela Liga dos Campeões. Veja também: Torcedor que agrediu o goleiro Dida é banido pelo Celtic O La Gazzetta dello Sport, um dos principais jornais esportivos da Itália, estampou "Didastro", em referência à encenação do jogador, considerado o destaque negativo do atual campeão da Liga dos Campeões. "Esta derrota (...) corre o risco de cair no ridículo (...). A aparente encenação de Dida é a última tristeza de um Milan que volta a afundar", disse na crônica do jogo. Outras publicações italianas também acreditam que o goleiro fingiu ter sofrido uma agressão. O Corriere dello Sport Stadio mostra na capa "Milan, lição para Dida", o La Repubblica chama a atitude do brasileiro de farsa e o Il Messaggero estampou "Cena de Dida". No minuto final da partida, após o gol que deu a vitória ao Celtic, um torcedor escocês invadiu o campo e passou a mão no rosto de Dida, que ameaçou correr atrás dele, mas depois caiu e teve que ser retirado na maca e substituído pelo australiano Kalac. Os jornais italianos também mostram os comentários sobre o caso feitos após o jogo pelo técnico do Milan, o italiano Carlo Ancelotti, que criticou a ação do torcedor mas afirmou que o goleiro pode ter exagerado.

Tudo o que sabemos sobre:
AC MilanDida

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.