Ituano anuncia o fim da parceria com a Traffic

A empresa de marketing esportivo Traffic e o Ituano romperam oficialmente, nesta quinta-feira, uma parceria que já durava 17 meses. Na verdade, segundo o clube, o acordo sequer foi assinado. A parceria, ainda de acordo dirigentes do time de Itu, nunca deu o suporte esperado.

AE, Agencia Estado

28 de maio de 2009 | 18h42

Este é o principal fator apontado pelo Ituano pela fraca campanha no Campeonato Paulista deste ano. O clube se salvou do rebaixamento à Série A-2 apenas na última rodada. A direção da Traffic não se manifestou oficialmente sobre o assunto, mas iria direcionar seus negócios apenas para a colocação de jogadores em clubes profissionais, como faz com o Palmeiras e outros grandes clubes brasileiros.

A ideia acabou ganhando força com a inauguração, há três meses, do Centro de Treinamento da Academia Traffic de Futebol, na cidade de Porto Feliz, vizinha a Itu e distante 100 quilômetros de São Paulo. O local abriga, inclusive, o Desportivo Brasil, clube profissional criado pela empresa para formar e regularizar jogadores. O time participa, pela primeira vez, do Campeonato Paulista da Segunda Divisão - equivalente à Quarta Divisão estadual.

Apesar deste rompimento, o presidente Major Vieira garantiu a presença do Ituano no Campeonato Brasileiro da Série D, que começará em 5 de julho. O mandatário acredita que, no início de junho, o clube já comece a formar seu elenco com a ajuda de empresários e empresas da cidade.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolItuanoTraffic

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.