Ituano carimba faixa do Corinthians

O Ituano, campeão paulista de 2002, carimbou as faixas do Corinthians, neste domingo à tarde, no Estádio Novelli Junior, em Itu, vencendo por 2 a 0. A vitória deixou o time de Itu com ampla vantagem para o segundo jogo do Superpaulistão quando poderá perder até por um gol de diferença para chegar à final. Em caso de uma vitória corintiana por dois gols de diferença, então a decisão da vaga será definida na cobrança de penalidades. E ao cansado Corinthians restará ainda a chance de vencer por três gols de diferença para reverter a situação. O mando do segundo jogo pertence à Federação Paulista, que pode confirmá-lo para quarta-feira na cidade de São José dos Campos. O Corinthians entrou em campo sem três titulares: o goleiro Dida e o volante Vampeta na seleção brasileira, além do meia Ricardinho, machucado, que nem seguiu com a delegação para o interior. No banco de reservas, o auxiliar Jairo Leal ocupou o lugar de Carlos Alberto Parreira, de malas prontas para viajar ao Mundial. O Ituano, animado com o título paulista, começou o jogo mais animado, levando a disputa mais a sério, dividindo bolas e dando "o pouquinho a mais" pedido pelo técnico Ademir Fonseca. O rápido lateral-esquerdo Lúcio quase abriu o placar no primeiro minuto, entrando livre na grande área e exigindo boa defesa de Doni. O Ituano ainda criou outras boas chances, principalmente com o meia Basílio. Enquanto isso, o Corinthians se mostrava cansado, sem muito ímpeto e até com um desinteresse natural para quem acaba de conquistar dois títulos importantes - Rio-São Paulo e Copa do Brasil. No segundo tempo, o Ituano entrou mais avançado, mostrando que lutaria pela vitória. Abriu o placar aos 15 minutos, num lance confuso. O lateral Lúcio chutou e o goleiro Doni não segurou a bola. Basílio dividiu com o goleiro e a bola sobrou para o oportunista Fernando Gaúcho completar. O segundo gol saiu aos 29 minutos, numa jogada ensaiada. Lúcio cobrou o escanteio e o zagueiro Vinicius, no primeiro pau, antecipou-se à defesa para desviar de cabeça. A principal chance do Corinthians saiu apenas aos 42 minutos, quando Santiago acertou uma cabeçada na trave esquerda do goleiro Silvio Luis. Foi muito pouco para um Corinthians cansado, sem fôlego e sem disposição até mesmo para vencer.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.