Ituano demite técnico, mas volta atrás e mantém Fonseca

Por algumas horas nesta quinta-feira, o Ituano ficou sem técnico. Ademir Fonseca chegou a ser demitido após a derrota para a Ponte Preta, por 2 a 1, quarta-feira, quando fez críticas diretas à diretoria. À tarde, porém, os dirigentes voltaram atrás e mantiveram Fonseca no cargo. ?Todos estávamos com a cabeça quente. Mas a roupa suja já foi lavada, embora isso devesse acontecer internamente?, explicou o vice-presidente Edson Tomba. O técnico teceu críticas à diretoria que não o atendeu em cinco indicações, que viriam para cobrir as saídas de alguns jogadores, como o atacante Caboré, negociado com o futebol da Coréia do Sul. Com a crise superada, o time começa a pensar em reabilitação diante do São Bento, domingo, em Sorocaba. O Ituano perdeu por 4 a 1 para o São Caetano e por 2 a 1, em casa, para a Ponte Preta.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.