Ituano e Atlético-MG ficam no 0 a 0

Com excesso de cautela e capricho na marcação, Ituano e Atlético-MG não exigiram muito dos goleiros adversários e acabaram empatando por 0 a 0, na primeira partida da terceira fase da Copa do Brasil, realizada na noite desta quarta-feira, no Estádio Novelli Júnior, em Itu (SP). A partida marcou a estréia do técnico Tite no comando do time de Belo Horizonte.O resultado acabou sendo melhor para os mineiros, que precisam de uma vitória simples em Belo Horizonte para passar à próxima fase da competição. Para o Ituano, só uma vitória ou um empate com gols interessa na partida de volta. Novo empate sem gols levará a decisão para os pênaltis. Os dois times voltam a se enfrentar no dia 4 de maio, no Mineirão.Eliminados nos respectivos estaduais, Ituano e Atlético-MG jogavam todo o primeiro semestre no confronto e foi o time da casa que dominou os primeiros minutos, com boa marcação e passes rápidos. A melhor chance surgiu em um chute de longe do meia Ricardo Oliveira, que Danrlei desviou com dificuldade.O Atlético era envolvido pela marcação do time paulista, mas a partir dos 25 minutos passou a acertar também sua marcação e o jogo ficou equilibrado. Sem muitas emoções, os jogadores do culparam o gramado pelo placar intacto na primeira etapa. "O campo está muito duro. Dificulta para tocar a bola e para dominar. A bola logo bate na canela", justificou o zagueiro Henrique.O segundo tempo começou um pouco mais movimentado e aos cinco minutos o zagueiro Aderaldo salvou de cabeça o que seria o gol do atacante Fábio Júnior. Aos 14 minutos, um copo foi atirado no técnico Tite e o árbitro capixaba pediu que o fato fosse anotado na súmula.Empurrado pela pequena, mas esfuziante, torcida, o Ituano voltou a tentar uma pressão em busca de seu gol. No entanto, a marcação atleticana continuou se sobressaindo. As únicas chances que chegavam perto do gol eram os lances de bola parada, que também não tiveram êxito. O técnico Válter Ferreira ainda tentou lançar o atacante Fernando Gaúcho, que poucas chances teve. Ao final do jogo, os próprios jogadores do Ituano concordaram que o gramado não estava dos melhores. "Está ruim, mas temos que jogar assim mesmo. Tínhamos que ter vencido", resumiu o zagueiro Neguete, que já defendeu o Atlético-MG.Confira como está a tabela da Copa do Brasil 2005.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.