Beno Kuster/ Ituano
Beno Kuster/ Ituano

Ituano encerra jejum com triunfo sobre o Brusque e deixa degola da Série B

Com gol solitário de Rafael Elias, ex-Palmeiras, time paulista alivia pressão e soma três pontos importantes

Redação, Estadão Conteúdo

11 de junho de 2022 | 13h22

O Ituano encerrou na manhã deste sábado um jejum de seis jogos sem vitória ao bater o Brusque, por 1 a 0, no estádio Augusto Bauer, em Brusque, pela 12ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Rafael Elias marcou o único gol da partida.

Os paulistas entraram em campo pressionados pela sequência de três empates e três derrotas em seis jogos. Com a vitória, agora o Ituano respira na classificação e aparece em 11º lugar, com 13 pontos ganhos. Mesma pontuação que o Brusque, que é o décimo colocado por ter mais vitórias: 4 a 3.

Além de deixar a zona de rebaixamento, o Ituano pôs fim ao jejum de nunca ter vencido o Brusque em Santa Catarina. Até então eram três jogos e três vitórias dos catarinenses.

Fora de casa, o Ituano adotou postura ofensiva pela vitória e logo aos quatro minutos abriu o placar. Zé Mateus falhou feio no meio-campo e perdeu bola para Rafael Elias. O atacante saiu cara a cara com o goleiro Jordan e finalizou rasteiro.

Consciente com a bola nos pés, o time paulista ainda teve mais duas chances de ampliar. Aos 20 minutos, quando Aylon, livre de marcação, mandou pela linha de fundo, e depois no minuto seguinte com Rafael Elias, que chutou colocado nas mãos do goleiro Jordan.

Mesmo mal, o Brusque quase empatou antes do intervalo. Aos 32 minutos, após cruzamento da direita, o goleiro Pegorari espalmou e o zagueiro Lucas Dias, de forma estranha, mandou contra o próprio gol. A sorte é que o lance foi revisado e foi marcado impedimento na origem do lance, anulando o gol.

No segundo tempo, o Brusque voltou com postura mais ofensiva e quase marcou aos seis minutos, quando Júnior Todinho chutou forte e exigiu grande defesa de Pegorari. Só que a empolgação dos catarinenses foi freada aos 17, quando Rodolfo Potiguar recebeu o segundo amarelo e foi expulso.

Mesmo com a desvantagem numérica, o Brusque pressionou o Ituano pelo empate e quase conseguiu aos 31 minutos, quando Wallace aproveitou cobrança de falta e, livre na pequena área, mandou por cima do travessão de Pegorari.

A pressão dos catarinenses seguiram até o fim e o goleiro Pegorari passou a ser o melhor em campo, tendo defendido chutes de Luiz Antônio e depois Alex Sandro, este último com a ponta dos dedos. Melhor para o Ituano, que voltou a vencer após seis jogos.

O Brusque volta a campo na sexta-feira para enfrentar o Criciúma, às 19 horas, no estádio Heriberto Hulse, em Criciúma. Já o Ituano, no mesmo dia, visitará o CRB, às 21h30, no Rei Pelé, em Maceió.

FICHA TÉCNICA

BRUSQUE 0 X 1 ITUANO

BRUSQUE - Jordan; Pará, Bruno Aguiar, Wallace Reis e Airton; Zé Mateus (Luiz Antônio), Rodolfo Potiguar, Álvaro (Crislan), Jaílson (Wagner Balotelli) e Alex Ruan (Alex Sandro); Júnior Todinho (Diego Jardel). Técnico: Luan Carlos.

ITUANO - Pegorari; Pacheco, Lucas Dias (Lucas Siqueira), Bernardo Schappo e Mário Sérgio; Rafael Pereira, Jiménez (Dudu Vieira), Kaio e Caíque (Léo Santos); Aylon (João Victor) e Rafael Elias (Denzel). Técnico: Mazola Júnior.

GOL - Rafael Elias, aos 4 minutos do primeiro tempo.

ÁRBITRO - Diego Pombo Lopez (BA).

CARTÕES AMARELOS - Pará, Crislan e Alex Ruan (Brusque); Lucas Dias, Lucas Siqueira, Mário Sérgio e Caíque (Ituano).

PÚBLICO - 4.533 pagantes.

RENDA - R$ 103.630,00.

LOCAL - Estádio Augusto Bauer, em Brusque (SC).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.