Já eliminado, Vasco só cumpre tabela contra Quissamã

O Vasco não dá nenhuma importância à partida deste sábado contra o Quissamã, às 16 horas, em São Januário, pela sexta e penúltima rodada da Taça Rio (segundo turno do Campeonato Carioca). Eliminado do Estadual, o time cumpre tabela mais preocupado em encontrar soluções para os problemas financeiros e as inúmeras carências no elenco.

LEONARDO MAIA, Agência Estado

13 de abril de 2013 | 07h17

O clube cruzmaltino vai ficar "inativo" até a estreia no Campeonato Brasileiro, no dia 26 de maio. Os dois jogos restantes da Taça Rio (depois do Quissamã, o Madureira, no próximo dia 21) servirão de tempo para a diretoria tentar pagar os salários atrasados, melhorar o ambiente entre os jogadores e trazer reforços que contribuam de imediato para que o time não passe sufoco no Nacional.

O maior desses "reforços" pode ser a manutenção de Dedé. O zagueiro é cobiçado por vários clubes, principalmente Corinthians e Cruzeiro. Cientes das dificuldades orçamentárias de São Januário - que força o clube a negociar seu melhor jogador para fazer caixa - os cartolas rivais estão tentando pechinchar e levar Dedé em condições desfavoráveis aos vascaínos.

"O Dedé é um jogador top. Então queremos jogadores que realmente possam contribuir. O Corinthians faz um trabalho excepcional, parabéns. Mas ninguém vai mandar para cima do Vasco jogadores de quem quer se livrar", rebateu o técnico Paulo Autuori. "O atleta não pode ser bom só dentro de campo. Tem que ter estofo para segurar a onda porque a pressão vem forte", alertou.

Além disso, Paulo Autuori acredita na promessa dos dirigentes de que a partir de julho a situação vai se aliviar, inclusive com a manutenção dos salários em dia. "Ficou combinado que não vamos conviver com isso (atrasos salariais) a partir de julho. É fundamental. Quero apenas pequenos sinais de melhora. Vamos contratar bons jogadores. A prioridade são nomes de peso e importantes", disse o treinador.

Durante a semana, o diretor de futebol René Simões disse que esses dois últimos jogos da Taça Rio serviriam para avaliar jogadores e pensar em dispensas e renovações. Nomes que poucas chances tiveram com o atual técnico vão ganhar uma oportunidade neste sábado como Elsinho, Luan, Dakson e Thiaguinho.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCampeonato CariocaVasco

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.