'Já estou no clima da Libertadores', diz Ricardo Gomes

Contratado no meio do ano passado para substituir Muricy Ramalho, o técnico Ricardo Gomes disputará a sua primeira Libertadores no comando do São Paulo, mas já demonstrou estar preparado. Ele declarou ter conhecimento da relação dos torcedores são-paulinos com a competição e acredita que "há um sentimento especial em função da história do clube".

GIULIANDER CARPES E MARCIUS AZEVEDO, Agencia Estado

13 de janeiro de 2010 | 12h33

"Já estou no clima", revela o treinador, confirmando que toda a preparação são-paulina nesta temporada é para conquistar a Libertadores, torneio em que o clube soma três títulos (1992, 1993 e 2005). "A história do São Paulo não permite outro comportamento."

O São Paulo estará no Grupo 2 da Libertadores, ao lado do Once Caldas (Colômbia), do Nacional (Paraguai) e do segundo representante do México, provavelmente o América, que precisa apenas de uma vitória contra o Monterrey, nesta quarta-feira, para garantir a classificação.

Para Ricardo Gomes, enfrentar o América poderá ser prejudicial ao São Paulo. "Se o América se classificar, teremos dois adversários na altitude (o Once Caldas é o outro). Já começa a incomodar. Vamos esperar essa confirmação e fazer uma preparação total", explicou o treinador.

Paralelamente à Libertadores, o São Paulo disputará o Campeonato Paulista. Mas o treinador não escondeu a preferência pelo torneio continental e afirmou que "todo o trabalho será feito visando o início da Libertadores" e que "o grupo será dividido durante cinco ou seis datas do Paulista".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.