Nelson Perez/Divulgação
Nelson Perez/Divulgação

Henrique elogia companheiros do Flu e mira títulos

Quarto reforço anunciado pelo Fluminense para a temporada 2016, o zagueiro Henrique já está nos Estados Unidos e se juntou ao grupo de 29 jogadores que se prepara para as competições e também para a disputa de duas partidas pela Florida Cup. O jogador passou os dois últimos anos no Napoli e, embora tenha sido pouco aproveitado, garante que está mais experiente e também com sede de títulos. "Estou mais experiente, em dois anos se aprende muita coisa. Para jogadores é um período muito longo. Volto ao Brasil com muita vontade de conquistar títulos e estou bem empolgado com isso", afirmou.

Estadão Conteúdo

13 de janeiro de 2016 | 11h24

O novo reforço do Fluminense enfrentou uma maratona nos últimos dias. Henrique deixou Nápoles na última sexta-feira, desembarcando no Rio no dia seguinte. Depois, na segunda, realizou exames médicos e assinou contrato com o novo clube. Já na terça-feira, embarcou para os Estados Unidos.

Henrique foi recepcionado por Fred na sua chegada e elogiou o centroavante, com quem estreitou a relação durante a Copa do Mundo de 2014. "Fred é uma pessoa excelente. Fora de campo é um cara excepcional, de grupo. Dentro de campo nem precisa falar, todo mundo já sabe. É um jogador que faz a diferença. Convivi com ele um tempo na Seleção, é do bem, brincalhão, para cima", comentou.

Além disso, Henrique vai reencontrar vários dos companheiros na conquista do título do Campeonato Paulista de 2008 pelo Palmeiras, casos de Diego Cavalieri, Pierre e Diego Souza. "Eu tive uma conversa por telefone com o Diego, que me falou super bem de todas as partes do clube. Torcida, comissão técnica e diretoria. Isso só me deixou mais ansioso e empolgado para vir", disse.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolFluminenseHenrique

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.