Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians
Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

Jadson apoia greve dos caminhoneiros, mas pede atenção para hospitais

Meia do Corinthians espera que pessoas necessitadas de ajuda médica não sejam penalizadas com a mobilização

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

28 de maio de 2018 | 17h36

Jadson já mostrou em outras oportunidades que é um jogador que gosta de se posicionar e expressas suas opiniões em assuntos fora do futebol. Nesta segunda-feira, o meia do Corinthians disse ser favorável a greve dos caminhoneiros, mas ponderou.  

+ Osmar Loss pretende usar treinos para encaixar Roger na equipe

+ Torcedor do Inter morre durante partida contra o Corinthians

 

“Eles têm o direito de fazer o protesto deles, faz parte. Mas algumas situações de saúde, pessoas que precisam, podiam abrir exceção para ajudar pessoas de hospitais, que necessitam mais”, disse o meia, em entrevista coletiva nesta segunda-feira, no CT Joaquim Grava.  

O jogador ainda comentou sobre a dificuldade para abastecer o carro. “A questão da gasolina, nós vamos diminuir o pé para economizar. Eu moro em Barueri, Alphaville. É longe, mas a gente se adapta. É ruim para o Brasil, mas eles (caminhoneiros) têm o direito deles e cada um luta pelo o que acha que é melhor”, comentou.

Os caminhoneiros estão em greve desde a semana passada e o Governo tenta um acordo para dar fim a paralisação. Postos de gasolina não têm mais combustível e alguns estabelecimentos comerciais estão com dificuldade para repor os produtos. 

Tudo o que sabemos sobre:
CorinthianscaminhoneiroJadsongreve

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.