Daniel Teixeira/Estadão
Daniel Teixeira/Estadão

Jadson diz que vitória contra o São Paulo será 'fundamental'

Alvinegro está na 2ª posição do Brasileiro e vive jejum em clássicos

RAPHAEL RAMOS, O Estado de S. Paulo

06 Agosto 2015 | 19h14

Após derrotas nos três últimos clássicos, Jadson vê o jogo de domingo, contra o São Paulo, como "fundamental" para o Corinthians continuar forte na briga pelo título brasileiro. Para o meia, uma vitória no Morumbi ajudaria a elevar o moral do elenco para a sequência do campeonato.

"Nossa equipe vem demonstrando uma capacidade enorme dentro de campo, conseguindo vitórias para encostar no líder. Mas esse jogo contra o São Paulo é fundamental, porque pode dar confiança, quebra a sequência de não vitórias em clássicos e tira esse peso", disse.

O Corinthians perdeu os últimos três clássicos para Santos, Palmeiras e São Paulo. Antes, diante dos seus maiores rivais no estado, o time já havia empatado com Palmeiras e Santos. O jejum de vitórias já dura cinco clássicos.

A equipe é a segunda colocada do Campeonato Brasileiro com 33 pontos, dois a menos do que o Atlético-MG. Se vencer o São Paulo no domingo e o time mineiro perder para o Goiás, no Serra Dourada, o Corinthians assume a liderança.

"O nosso momento é um pouco melhor do que o do São Paulo. Mas quando rola clássico não tem favoritismo. Quando a bola rola a dificuldade é enorme, a rivalidade entre as torcidas, os clubes. Vai ser um jogo muito difícil, mas nos dá a chance de nos distanciarmos do São Paulo e continuar na cola do Atlético-MG", disse Jadson.

O meia Renato Augusto continua como dúvida para a partida de domingo. O jogador está com uma inflamação no nervo ciático. Nesta quinta-feira, ele fez tratamento pela manhã e à tarde no CT do Parque Ecológico. E, pelo segundo dia seguido, não participou do treino. À espera da recuperação do meia, Tite testou Danilo, Rodriguinho e Matheus Pereira no setor.

Mais conteúdo sobre:
futebolCorinthiansJadson

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.